• Camila Maia

A Transformação - Outono em Nova Iorque

De meados de setembro à dezembro, ao contrário do Brasil, acontece o Outono. Um estação cheia de cores e mensagens subliminares que tive a oportunidade de experimentar.


O ciclo de outono se inicia e a natureza transforma sua beleza deixando para trás tudo que construiu durante o ano. Desapegando-se de cada flor, cada folha, cada fruto. A sabedoria de deixar ir para mais um recomeço, sabiamente protegendo suas raízes dos tempos gélidos que virão. E é assim que as copas das árvores se desfazem rumo ao solo, aquecendo e protegendo suas raízes, com a certeza que de o mais precioso nunca cai.

É Outono em Nova York e a cidade se transforma em uma deslumbrante mistura de cores

Indescritível - talvez esta seja a palavra. Não importa quantas palavras eu utilize neste texto ou quantas fotos eu compartilhe com você, ainda assim não conseguirei demonstrar a beleza que é o outono aqui no Norte da América.


É lá pelo fim de setembro que a transformação se inicia, quando uma brisa gelada já começa a soprar. As folhas vão se transformando lentamente, em uma mistura de cores impressionante.


Além das folhas coloridas, os dias são extremamente belos... há algo na luminosidade, lindo de se ver. É a energia dourada do outono.

As pessoas também correm para aproveitar os últimos resquícios de bom tempo, fazendo suas caminhas, aproveitando as mesas de rua dos bares e restaurantes.

A decoração das ruas ruas assume um ar de colheita, misturando flores com couves e abóboras, dando aquele ar charmoso de cidade do interior (só que não - afinal estamos em New York, babe!).


Impossível não se encantar pelas abóboras. Elas estão em todos os lugares com diferentes tamanhos e formatos. Tudo é de pumpkin, da cerveja ao café, tudo é possível! No final de outubro a decoração de outono é incrementada pela comemoração de HALLOWEEN, que é levada muito a sério por aqui! Vale a pensa passear pelas ruas para olhar as casas assustadoramente adornadas.

E o Central Park, com sua grande área verde no meio da cidade, fica em processo de transformação durante todo o outono. Durante 3 meses a paisagem nunca se repete, cada semana a caminhada passa ser diferente, apresentando um novo visual.





É mais uma vez a natureza demonstrando a importância de se renovar. De deixar o que passou ir, por mais lindo que seja. É um movimento de transformação e despego. Soltar as bagagens e recolher-se na introspecção faz parte do ciclo que sabiamente devemos adotar, a fim de estarmos preparados para florescer lindamente quando a primavera chegar.



Assim foi meu primeiro outono em Nova Iorque. Observando a natureza percebi a necessidade de renovação e de simplesmente deixar ir. Você já teve esta percepção também? Deixe seu conteúdo nos comentários. Vou adorar ler :)


Um abraço,


Camila Maia







Posts recentes

Ver tudo